Como começar a empreender do zero?

Dá para abrir um negócio sem gastar muito?

A resposta é sim, de fato, o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) mostra que grande parte das empresas do país está começando justamente com o orçamento apertado.
Porém, diferentemente de quem tem mais capital e pode correr mais riscos, é preciso ter atenção especial aos custos envolvidos na abertura de um negócio.
Primeiramente, algumas sugestões de atividades que podem ser feitas com muito pouco dinheiro são: artesanato (decorações, roupas, perfumes e máscaras); refeições e doces personalizados; venda de produtos pela internet; cursos online (consultoria, tutoria, etc.), etc. . .

E as franquias?

Outra opção para quem busca um investimento mais seguro é apostar em uma franquia. Se você não está pronto para os desafios de criar e alavancar sua própria marca, esse pode ser o caminho a seguir.
Entrar no mercado como franqueado também proporciona ao empreendedor a vantagem de contar com o respaldo de empresas conhecidas no mercado. Isso sem falar na estratégia de marketing muitas vezes já estruturada, bem como na capacitação de sua força de trabalho, e outras vantagens desse modelo de negócio.

Dicas para abrir o seu negócio

Como vimos até agora, com menos dinheiro, é possível desenvolver uma boa estratégia para obter um retorno financeiro do seu investimento. Confira mais dicas que podem te ajudar.

Não ignore a importância de um plano de negócios

Um plano de negócios é considerado a primeira peça do quebra-cabeça para um empreendedor de primeira viagem. Fazer um plano significa decidir para onde você quer ir. Com metas planejadas, há menos chance de perder dinheiro e ficar frustrado no processo.
O processo pode parecer difícil, porém, a dica é pesquisar bastante sobre o assunto.

Crie o seu próprio site

Além de aparecer nas redes sociais, uma opção para entrar no ambiente digital é pensar em criar seu próprio site. Isso ainda afeta muitos consumidores.
A GoDaddy é especialista no assunto e oferece um construtor de sites gratuito que você pode usar por 30 dias sem nenhum conhecimento avançado. A ideia é que os usuários finais possam fazer alguns testes antes de investir em outros pacotes de software.
Para começar, uma opção interessante é um plano que oferece domínio .com por R$ 29,99 nos primeiros 12 meses.

Descubra qual é o seu público alvo

Um plano de negócios também envolve saber quem é seu público-alvo. Outro ponto fundamental no planejamento de uma estratégia de marketing alinhada com seus clientes.
Algumas dicas para entender seu público são fazer pesquisas, que atualmente podem ser feitas com a ajuda da internet nas redes sociais, por exemplo.
A ideia é que o empresário conheça parâmetros como faixa etária e onde o público está concentrado. Se o seu negócio envolve a venda de produtos, você também pode traçar os tíquetes médios que seus clientes gastam.
Por fim, essa estratégia ajudará a garantir um bom posicionamento no mercado, pois saber o que seu público espera de sua marca é fundamental.

Separe uma quantia para o marketing

O marketing é outra parte importante que não só ajuda a divulgar sua marca e seus produtos, seja em lojas físicas ou na internet. Um bom plano de marketing pode trazer novos clientes e agregar mais valor ao seu negócio.
O objetivo do marketing também é atrair consumidores para seus produtos e serviços, o que pode gerar mais vendas e fidelização de clientes.

Valor x preço final

O preço é apenas um número que indica quanto um cliente tem que pagar para obter um determinado produto ou serviço, enquanto o valor é mais subjetivo.
Você já se perguntou o que faz os consumidores pagarem mais pelo mesmo produto de uma marca mais conhecida? É aí que entra o conceito de valor.
Agregar valor também não pode ser o objetivo da sua empresa. Se a ideia é começar um negócio do zero, a diferenciação deve ser considerada para tentar ficar à frente da concorrência, pois o mercado em diversos setores está cada vez mais intenso.
Por exemplo, o atendimento é outro diferencial que afeta a experiência de compra do consumidor. Investir em treinamento também ajuda a melhorar a qualificação da força de trabalho.
Coletar dados e manter registros é fundamental para avaliar o desempenho da equipe e ajustar cada estratégia aplicada, o que também pode ser feito com o auxílio da tecnologia.

Conheça as questões burocráticas

Muitos ignoram as questões burocráticas de possuir uma empresa. No entanto, é impossível iniciar um negócio sem conhecer os aspectos legais, mesmo que a ideia seja atuar na internet.
Por fim, saiba que iniciar um novo negócio é apenas um passo de um longo caminho. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 6 em cada 10 novas empresas fecham em cinco anos, por isso é tão importante que a pesquisa entre no mundo das startups da maneira certa.

Planejamento das finanças

Além de evitar gastos desnecessários, as finanças organizacionais podem usar seus recursos de forma objetiva para atingir seus objetivos. Para isso, por exemplo, use e abuse de planilhas e compare seus preços com os de seus concorrentes.

E a legalização?

Não adianta abrir um negócio bem estruturado sem formalizá-lo, o que é fundamental para o seu sucesso. As vantagens da formalização incluem: posse de CNPJ; alvará de funcionamento; acesso a financiamento bancário; benefícios sociais como aposentadoria e licença maternidade e possibilidade de faturamento.

Conclusão

Por fim, foi apontado que abrir um negócio não é uma tarefa fácil, porém, se você pegar a técnica e pesquisar mais sobre o assunto, pode ser um caminho mais fácil. Uma dica final: seja paciente e persistente e dê um passo à frente com mais segurança, o que certamente trará recompensas positivas no futuro.
Ainda tem dúvidas? A boa notícia é que o Olhar Digital não tem escassez de conteúdo de empreendedorismo.
Fontes: olhardigital.com.br