5 dicas para elaborar um planejamento financeiro eficiente

As contas não param de aparecer, cheques a descoberto, sonhos de investimento difíceis… tudo isso pode acabar mantendo muitos acordados, e um bom planejamento financeiro pessoal pode ser o primeiro passo para sair do sufoco ou até mesmo equilibrar suas finanças. Saiba para onde vai o seu dinheiro, seja disciplinado e saiba onde realmente vale a pena gastar. Tudo isso pode fazer uma grande diferença para uma vida financeira mais saudável e a ausência de dívidas vencidas. Mudar hábitos pode mudar tudo. Para isso, temos algumas dicas valiosas para quem deseja iniciar um planejamento financeiro pessoal:

1 – Conheça sua situação financeira

Cada um tem seu jeito de gastar dinheiro e se organizar, dependendo do perfil. Enquanto economizar dinheiro é fácil para alguns, para outros, a tentação de abrir mão de novas compras é enorme. A compra por impulso pode acabar fechando contas bancárias com prejuízo no final do mês. O primeiro passo para um bom planejamento financeiro pessoal é a maneira como você lida com seu dinheiro – quanto ganha e quanto gasta. Você tem alguma dívida? Você está reservando para emergências? Tudo isso vai nortear o início de um bom planejamento financeiro.

2 – Defina metas

Depois de entender as finanças, você pode passar para a próxima etapa: definir metas financeiras. Tudo é feito de forma muito realista. A dica é pensar em algo que seja compatível com a sua realidade. Exemplo: Se o objetivo é economizar dinheiro, comece a economizar um pouco a cada mês, mesmo que seja pequeno. Defina metas de curto, médio e longo prazo para que você possa começar com uma pequena reserva para investir em metas maiores no futuro.

3 – Anote suas receitas e despesas

É importante manter todas as suas despesas e receitas no papel todos os meses. Assim fica mais fácil saber para onde o dinheiro está indo. Quando você tem noção de suas receitas e despesas, fica mais fácil saber onde cortar e o que pode economizar. Na hora de comprar, também é importante pesquisar o preço e evitar a vontade de fechar negócio.

4 – Aprenda a economizar e investir

Com metas, economizar dinheiro é muito mais fácil. As contas são simples, para economizar você tem que gastar menos do que ganha. Mas, na prática, isso nem sempre é fácil. Para fazer isso, você precisa mudar seus hábitos, aprender a economizar, avaliar suas despesas de forma realista e ser determinado e determinado na hora de economizar.

Depois de aprender a economizar, é hora de investir. Conhecendo o seu melhor perfil como investidor e o valor que você tem para investir, agora é a hora de escolher a melhor forma de investir, seja poupança, tesouraria direta ou até cota de bolsa.

5 – Faça um planejamento financeiro

Para quem deseja iniciar um planejamento financeiro pessoal, uma alternativa para reestruturar as finanças pode ser um empréstimo com condições mais atrativas. Uma das opções é o crédito pessoal, que pode ser feito de forma rápida e segura.
Algumas empresas já estão usando esse modelo. Brah é um deles. Por meio de plataformas digitais, bons pagadores podem emprestar aos chamados bons poupadores a taxas atrativas.
Para participar é preciso se cadastrar, escolher um perfil, depois o bom pagador escolhe o valor que precisa, e o bom poupador pode escolher para quem emprestar.
Também é possível conversar com pessoas que precisam de empréstimos por meio do chat corporativo, tornando as transações mais seguras e transparentes. Uma vez aprovadas as parcelas, quanto mais parcelas um bom pagador pagar em dia, menor será o valor dos juros. Essa é uma ótima opção para quem busca um novo fôlego em sua vida financeira. Clique aqui para saber mais.

Fontes: www.bullla.com.br