4 erros ao receber cartões que podem atrapalhar seu fluxo de caixa

Alguns empresários até tentam fugir da operadora de cartão de crédito, mas a verdade é que essa forma de pagamento é essencial, principalmente quando se pensa no varejo. Os próprios clientes pedem à empresa que forneça diferentes métodos de pagamento. Afinal, é uma facilidade que deixa tudo mais confortável para eles.
Justamente por ser uma forma de pagamento tão recorrente e inevitável, devemos ficar atentos à cobrança do cartão. Afinal, qualquer erro pode afetar nossa análise do fluxo de caixa de uma empresa. Para ajudar nossos leitores, resolvemos mostrar alguns dos principais erros cometidos agora para você poder evitá-los.

1. Não envie recibos

O primeiro grande erro que você pode cometer ao coletar um cartão é não enviar um recibo. Como veremos, eles são importantes por duas razões.
Primeiro, as credenciais são críticas para os próprios controles internos de uma empresa. Com eles, podemos realizar verificações, fortalecer a confiabilidade do fluxo de caixa e muito mais.
Por outro lado, as credenciais também são essenciais para que os gestores realizem o controle externo de suas operações. Afinal, é preciso ter um encontro entre os resultados da máquina e os calculados pelo operador.

2. Não usar um sistema de gestão

Claro, a tecnologia pode desempenhar um papel vital na aceitação de cartões. Afinal, um gestor precisa reunir informações rapidamente, pois assim, além de controlar todas as suas finanças, ele consegue tomar decisões na hora certa.
Por isso, um dos maiores erros no recebimento de cartões é realizar um processo excessivamente manual. Ter um sistema interno para garantir um controle mais rápido e sem erros deve ser uma prioridade para sua organização.

3. Sem reconciliação de cartão

Sua empresa realmente obtém vendas de operadoras? As taxas e taxas cobradas estão de acordo com os padrões de serviço do contrato? Absolutamente nenhuma resposta a essas perguntas é um dos maiores erros que você pode cometer ao receber um cartão.
Mais uma vez, a tecnologia desempenha um papel vital. Existem sistemas que automatizam todo o processo de fiscalização para o empreendedor, reduzindo a necessidade de processos manuais, como a fiscalização por meio de documentos físicos que vimos anteriormente.

4. Não incorporar informações ao fluxo de caixa

Em suma, é importante mencionar que as informações obtidas do cartão são incorporadas ao fluxo de caixa da empresa. Muitos gestores acabam separando os recibos de dinheiro e cartão de débito dos recibos de cartão de crédito, o que é um grande erro.
A informação só precisa estar em um só lugar para facilitar o monitoramento de dados e, assim, a tomada de decisões. Aqui está o segredo para não só manter o seu negócio saudável financeiramente, mas também receber cartões da melhor forma possível na sua empresa.
Gostou do nosso post de hoje? Então, curta nossa página no Facebook e fique por dentro de mais conteúdos como esse!

Fontes: flua.com.br